Skip to main content

Como a boca seca provoca mau hálito

A xerostomia, também conhecida como boca seca, normalmente ocorre quando a produção de saliva é reduzida. Essas condições pode resultar em dificuldade para falar, engolir, dor de garganta e a incapacidade de encontrar um copo d’água grande o suficiente para acabar com a sede. Em casos persistentes, pode levar ao mau hálito. Por quê? A saliva natural, que misteriosamente parece ter sumido, tem uma função: eliminar as bactérias e restos de partículas de alimentos da sua boca. Sem a saliva para cumprir esse papel, as bactérias e resíduos começam a se decompor, criando um odor desagradável.

Muitas coisas podem causar a boca seca. Alguns medicamentos, como aqueles anti-hipertensivos, anti-histamínicos, antidepressivos, diuréticos e anti-inflamatórios não esteroides, podem reduzir a produção de saliva, assim como os tratamentos por radiação, problemas na glândula salivar, diabetes, respiração pela boca, apneia do sono e algumas doenças autoimunes. Pessoas com transtornos alimentares, como bulimia e anorexia, ou mulheres que estejam grávidas ou amamentando, podem apresentar  a boca seca, devido à desidratação e alterações hormonais. Outros fatores podem incluir o estresse, ansiedade e depressão. Se não for tratada, a boca seca pode favorecer o desenvolvimento  das  cáries, dificuldade para comer ou falar e até a perda de dentes em casos mais graves

Você pode tratar os efeitos colaterais da boca seca. Gomas de mascar sem açúcar podem ajudar a estimular a saliva, sem cobrir os dentes com excesso de açúcar. Outra alternativa é utilizar um enxaguatório para matar as bactérias, remover partículas de alimentos e manter a boca hidratada. Outras soluções simples para a boca seca incluem limitar a cafeína e beber muita água.