Skip to main content

Gengivas e Problemas de Gengiva: Perguntas Frequentes

O que é esta película pegajosa na minha gengiva?

Em praticamente qualquer superfície, pode surgir uma camada fina e densa de bactérias, conhecida como biofilme. É por isso que parece que suas gengivas e dentes foram cobertos por uma camada pegajosa e áspera quando você acorda pela manhã. O biofilme é normal e está presente em todas os dentes em todo mundo, mesmo que você escove, passe fio dental e enxágue com um antisséptico bucal. Porém, quando não é controlado diariamente, o biofilme pode se desenvolver e se transformar em placa dentária e evoluir para gengivite. 

A placa bacteriana, que pode provocar doenças de gengiva, é composta por bactérias nocivas e outras benéficas. 

Uma pessoa com hábitos de higiene bucal, que escova, usa fio dental e enxaguatório, pode controlar e minimizar a espessura do biofilme, possivelmente deixando-o mais saudável, ao aumentar a quantidade de bactérias benéficas presentes no biofilme. Porém, quando essa mesma pessoa limpa e enxágua as gengivas e dentes com menor frequência, o biofilme (normalmente de cor amarelo pálido) pode endurecer e se transformar em tártaro, ficando mais espesso e sendo retirado apenas por dentistas, com ferramentas profissionais. Mantenha sua rotina de higiene oral, para que seu biofilme esteja em uma condição controlada e mais saudável.

Qual é a relação entre problemas de gengiva, gengivite e periodontite?

Ao se preocupar com suas gengivas e começar a pesquisar, podem surgir dúvidas com os vários termos técnicos e médicos sendo utilizados para se referir à mesma coisa: problemas de gengiva. Veja como os termos estão relacionados: os problemas de gengiva são uma expressão ampla, utilizada para descrever a infecção bacteriana na sua boca. Tanto gengivite quanto periodontite são termos usados para descrever problemas de gengiva, mas as palavras não se substituem e não significam exatamente a mesma coisa.
A gengivite descreve problemas de gengiva leves e iniciais (e reversíveis), caracterizado por gengivas vermelhas e inchadas, que sangram facilmente na escovação ou quando se passa fio dental, sem acometimento do tecido ósseo. Se a gengivite não é tratada com um melhor cuidado bucal, ela pode progredir e evoluir para um estágio mais avançado (e não reversível) de um problema de gengiva chamado periodontite, que ataca não só as gengivas  mas o osso e o ligamento periodontal que fixam dentes no lugar, eventualmente deixando-os soltos, a ponto de poderem cair. Os problemas de gengiva são as principais causas de perdas de dentes. Por isso, é melhor resolvê-los no início, utilizando uma rotina adequada de higiene oral  diária.

Por que minhas gengivas estão sangrando?

À medida que envelhecemos, fica mais comum notar uma ou outra gota de sangue na pia depois de escovar ou passar fio dental nos dentes. Isso é tão frequente que muitos de nós se convencem de que não é nada importante. Mas gengivas sangrando – ainda que durante uma limpeza no dentista – não é normal, nem saudável. É um sinal da gengivite (uma doença de gengiva em estágio inicial) e, que possivelmente, apareceu junto com outros alertas vermelhos muitas vezes ignorados, como gengivas inchadas, vermelhas e irritadas. Milhões de adultos têm alguma forma de problemas de gengiva, mas apenas uma pequena fração deles percebe, pois a dor nas gengivas não é um sintoma inicial. A boa notícia: tais problemas em estágio inicial são reversíveis, por meio de um melhor cuidado bucal diário e visitas mais frequentes ao dentista, para a remoção da placa e do tártaro. Entretanto, quando esse sinal é ignorado(o sangue na pia), pode progredir para uma doença séria, a periodontite, que ataca a gengiva, absorve o osso maxilar e dessa forma é o principal motivo da perda dentária. Caso você tenha visto gotinhas de sangue, não espere mais um dia para começar a melhorar sua rotina diária de higiene bucaol seguindo os três passos: escovação, uso de fio dental e enxague bucal.

Por que minhas gengivas estão retraindo?

Você reconheceu um dos maiores indicativos da doença de gengiva. E há outro que não deve ignorar: quando perceber a gengiva e o osso se afastando dos dentes, e uma parte maior da região de baixo dos dentes se tornar visível, há uma retração de gengiva. Muitas vezes é chamado de encolhimento de gengiva; quando acontece, as raízes do dente se tornam expostas a bactérias nocivas e a boca fica mais suscetível a uma variedade de problemas de saúde. Se for acompanhado de gengivas vermelhas e inflamadas, que sangram quando escovadas, o motivo provavelmente é um problema de gengiva. Caso não seja tratada, a retração pode ter consequências sérias e irreversíveis, como perda da dentina (um tecido duro, denso e ósseo que forma a parte do dente abaixo do esmalte e que o mantém firme no lugar). Além disso, as raízes expostas podem se tornar mais sensíveis, doloridas e infectadas.

Todos os enxaguatórios bucais previnem a gengivite?

Sempre confira os ingredientes do seu enxaguatório bucal e procure aqueles que previnem os germes e evitam os problemas de gengiva, como o LISTERINE® linha básica (que tem eucalyptol, menthol, methyl salicylate e thymol — quatro óleos essenciais que são clinicamente comprovados por matarem os germes que causam o mau hálito e os problemas de gengiva). Usar regularmente um enxaguatório bucal com antisséptico prevenirá as bactérias que podem se aderir nas gengivas e dentes formando a placa bacteriana. Quando a placa não é atacada, pode endurecer e se transformar em tártaro. Alguns enxaguatórios contêm flúor, que protege os dentes das cáries.

Quais são as regras para enxaguar?

É melhor usar o enxaguatório LISTERINE® duas vezes por dia pela manhã e pela noite, conforme indicado. A combinação de ingredientes no LISTERINE® linha básica é extremamente eficaz em matar as bactérias acima da linha da gengiva, assim como para reduzir a película pegajosa de placa e prevenir  problemas iniciais de gengiva (gengivite), que podem levar a doenças sérias e avançadas caso não sejam tratadas (daí a poderosa sensação quando você usa o enxaguatório bucal). Use o enxaguatório LISTERINE® duas vezes ao dia pela manhã e pela noite, para se proteger das bactérias causadoras de problemas de gengiva, 24 horas por dia.