Eficácia dos antissépticos bucais no clareamento dos dentes e causas do amarelamento

Publicado por Equipe LISTERINE®

Uso de antissépticos pode induzir branqueamento dental mais rápido e duradouro

Para os pacientes, a cor e estética dos dentes são de fato importantes, uma vez que esses fatores influenciam diretamente tanto na autoestima quanto nas relações sociais e profissionais.

Na odontologia estética moderna, o clareamento dental tornou-se um dos procedimentos mais populares e comuns para o branqueamento de dentes amarelados. ¹

Por ser considerada uma opção relativamente simples e conservadora em comparação com outras formas de tratamento, como facetas e coroas, o clareamento dental refere-se a qualquer procedimento que não utiliza materiais restauradores e que altera a cor e a aparência dos dentes que foram manchados devido à coloração intrínseca e extrínseca. ¹

Alimentos, desgaste e a correlação com a cor dos dentes

O tempo necessário para o processo de escurecimento extrínseco dos dentes depende exatamente dos hábitos de higiene bucal e alimentares de cada pessoa.

Determinados alimentos e bebidas, como frutas cítricas, tomates, café e suco de laranja, podem desgastar o esmalte, como resultado da erosão ácida.

Por isso, é recomendável consumi-los somente durante as refeições, realizando a higiene completa em seguida, para a proteção do esmalte. ² Por isso, evitar alimentos ácidos e escovar os dentes de forma delicada são algumas das recomendações para proteger o esmalte dos dentes, bem como sua coloração.² Por recobrir parte do esmalte do dente, criando uma superfície rugosa e porosa, o tártaro também permite que os corantes e pigmentos dos alimentos ingeridos fiquem acumulados nos dentes, o que contribui para seu desgaste, além de modificações de textura e cor. ²

Bochechos com produtos contendo peróxido de hidrogênio (H2O2) em alta

Uma boa opção disponível no mercado para o clareamento dos dentes são os produtos para bochechos contendo peróxido de hidrogênio (HP).

O HP age penetrando no dente, produzindo radicais livres que, consequentemente, atacam e rompem as ligações cromóforas de moléculas de cor escura, de cadeia longa e grande, resultando em mudanças na cor do dente. ³

Enxaguatórios com peróxido de hidrogênio

Nos dias atuais, os pacientes buscam mais do que uma boca saudável. Muito deles querem dentes mais brancos. Com isso, na odontologia os tratamentos com foco na estética vêm ganhando cada vez mais visibilidade e interesse de toda a sociedade.

Um estudo publicado na Operative Dentistry avaliou a eficácia de LISTERINE® Whitenening em comparação com o gel clareador à base de peróxido de carbamida a 10% (Whiteness Perfect).

O grupo usou LISTERINE® em uma simulação de 12 semanas de tratamento (imersão em bochecho clareador por 1 minuto, seguido de escovação com dentifrício fluoretado convencional) e, para o grupo com o gel clareador, foram 14 dias de tratamento realizado, com aplicação de gel clareador por 2 horas e imersão em saliva artificial por 22 horas. O procedimento foi realizado uma vez ao dia durante 14 dias e serviu como controle positivo. Após esse período, os corpos de prova foram submetidos a uma nova leitura de cor.

Para a escovação, os espécimes corados foram escovados com escovas elétricas macias. Foram realizados 84 ciclos de escovação com 10 mL de uma suspensão contendo 33% de creme dental e saliva artificial. Isso foi feito para simular a escovação do período de tratamento de seis semanas com duas escovações diárias, de dois minutos cada. As amostras foram enxaguadas com água, e a cor foi medida. Em seguida, foram realizados 84 ciclos adicionais, correspondendo a um período de tratamento de 12 semanas, e a cor final foi medida.

Após as 12 semanas de tratamento, o estudo in vitro mostrou que o grupo que utilizou LISTERINE® Whitening teve resultados semelhantes ao tratamento com 10% de peróxido de carbamida por 14 dias, sugerindo relação de paridade com o método de clareamento caseiro supervisionado pelo cirurgião-dentista.

Referências:
1. Torres, C., Perote, L., Gutierrez, N., Pucci, C., & Borges, A. (2013). Efficacy of Mouth Rinses and Toothpaste on Tooth Whitening. Em Operative Dentistry (Vol. 38, Issue 1, p. 57–62). Operative Dentistry. https://doi.org/10.2341/11-360-l 
2. Sanseverino, Regina Maria Rangel Baptista. A Cultura do sorriso branco e dos dentes saudáveis: problematizando o cuidado com a boca e os dentes em anúncios publicitários de dentifrícios. Lume, Repositório Digital. Universidade Federal do Rio Grande do Sul. 2013. Disponível em https://lume.ufrgs.br/handle/10183/76599. Acesso 26 novembro 2021. 
3. ©Johnson & Johnson do Brasil. Por que a dentina e o esmalte dentário protegem seu dente. [Internet]. Disponível em https://www.listerine.com.br/clareamento-saudavel/porque-dentina-e-o esmalte-dentario-protegem-seu-dente?_gl=1%2A92syth%2A_ga%2ANzEzMTYwNTQ0LjE2Mzc3ODgzMTE.%2A_ga_13VEM6N66E%2AMTYzNzkzOTYzNy4zLjEuMTYzNzk0MDA2MS40Mg. Acesso 26 novembro 2021. 
4. ©Johnson & Johnson do Brasil. Listerine Whitening Extreme. [Internet]. Disponível em https://www.listerine.com.br/produtos/listerine-whitening-extreme#vis%C3.... Acesso 09 janeiro 2022.

Outros assuntos